Após situações que ferem a CLT o trabalhador pode “demitir” o empregador

Você sabia que o funcionário que passou meses sem receber salário, sofreu situações constrangedoras de assédio moral ou trabalhou para uma empresa que fazia o recolhimento irregular do FGTS pode recorrer à Justiça do Trabalho para “demitir” o empregador?